domingo, 18 de outubro de 2009

EMPADÃO DE ARROZ COM SEITAN



EMPADÃO DE ARROZ COM SEITAN

Ingredientes:

- 250gs de seitan;
- 250grs de arroz;
- 3 Cebolas grandes;
- Meio chouriço (ou farinheira ou enchido) de soja;
- 2 dentes de alho;
- Molho de soja (Soyu);
- Sal;
- 4 colheres de sopa de azeite;
- Uma pitada de pimenta de cayenne

Modo de preparação:


- Parta o seitan aos cubos e saltei-o em duas colheres de sopa de azeite (se achar pouco o azeite, acrescente mais um pouco), com uma cebola finamente picada, os alhos picados e 4 rodelas de chouriço raladas como se fossem limões) e uma pitada de pimenta de cayene. Baixe o lume para o mínimo e deixe apurar, virando o seitan de vez em quando e mexendo tudo. Toda esta operação não demora mais de 10 minutos. Reserve.;

- À parte coza o arroz por 10 minutos (se for arroz integral não podem ser os 10 m, claro, mas sim 40 minutos em panela de pressão), com água fervente 2 partes de água e uma de arroz com um pitada de sal. Apague o lume e deixe tapado por 5 minutos. Depois destape e espere um pouco até passar à operação seguinte;

- Forre um tabuleiro de ir ao forno com as restantes 2 cebolas restantes ( uma "cama" de cebolas) e mais o restante azeite. Cubra tudo com uma camada de arroz. Verta por cima do arroz o seitan com todos os ingredientes. Cubra com o restante arroz. Coloque rodelas do restante chouriço por cima e leve ao forno por 15 minutos, sempre com o lume no mínimo.

Sirva de seguida, acompanhado com uma salada variada.

Nota:
Se achar que o arroz simples fica "pobre" poderá sempre fazer um arroz com couves,com ervilhas, com cenoura partidas às rodelas ou aos cubinhos, etc.

Bom apetite

António Machado

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

PEIXINHOS DA HORTA


Ingredientes:

- 150 grs farinha de trigo
- 50 grs de farinha integral
- 2,50 dl de água das Pedras ou outra gaseificada
- 200 gra de feijão verde
- 1 ovo
- Uma pitada de sal

- Coentros picados
- Uma pitada de noz moscada


Preparação:

- Corte as pontas aos feijões verdes. Depois corte-os ao meio no sentido longitudinal. Lave-os e coza-os em água a ferver por 8 minutos;

- Misture as farinhas. Vá misturando aos poucos a água gaseificada nas farinhas e mexendo com uma vara de arames. Por fim misture o ovo (depois de lhe fazer o teste). Veja se o polme ficou no ponto ou se necessita de mais água ou farinhas.

- Tempere o polme com uma pitada de sal, noz moscada, pimenta (se desejar) e depois de lavar os coentros, pique-os misturando-os neste preparado.

- Quando os feijões estiverem cozidos, escorra a água, e passe-os por água fria, deixando-os arrefecer.

- Depois disso misture-os no polme envolvendo tudo suavemente.

- Com uma colher frite em óleo bem quente porções de polme, feijão verde e coentros.

- Vire-os de seguida (bastam 2/3 minutos de cada lado) e escorra-os em papel absorvente.

Et voilà!

Acompanhe a seu gosto com uma salada variada e arroz branco, por exemplo.

António Machado

domingo, 20 de setembro de 2009

A receita de hoje: Alhos à Brás




ALHOS FRANCESES À BRÁS


(Receita para quatro pessoas)


Ingredientes:

- Três alhos franceses;
- 500grs de batata frita palha (de compra);
- 4 ovos;
- Um cebola grande picada finamente
- Coentros ou salsa picada;
- Azeitonas pretas ou verdes

Preparação:

- Parta e corte os alhos franceses às rodelas, depois de os ter lavado. Coza-os por 8 minutos. Retire a água e reserve.

- Num tacho coloque tês colheres de sopa de azeite e a cebola picada. Deixando alourar levemente, sempre com o lume no mínimo. Coloque em seguida os alhos franceses e as batatas palha, misturando tudo.

- Sem partir os ovos e os misturar num recipiente (terá de lhes fazer o teste, colocando num recipiente com água fria - se forem ao fundo estão bons; se boiarem sem ir ao fundo, pode deitá-los no lixo) deite-os inteiros na mistura e envolva tudo até o preparado ganhar alguma consistência mas sem pegar no fundo.
Dica: Se o preparado ficar muito consistente ou muito “mole”, junte-lhe um pouco mais de batatas ou mais um ovo, conforme o caso.

- Coloque o preparado num tabuleiro de servir, cubra-o com a salsa ou os coentros picados e enfeite com as azeitonas.

- Acompanhe com uma salada mista a seu gosto

domingo, 13 de setembro de 2009

QUICHE DE TOFU COM TOMATE E QUEIJO





QUICHE DE TOFU COM TOMATE E QUEIJO

Ingredientes para a massa:


- 200gr de farinha de trigo integral;
- 300 gr de farinha de trigo e uma pitada de al;
- Um copo pequeno de óleo vegetal;


Ingredientes para o recheio:


- 250 gr de tofu;
- 2 dl de leite de soja;
- Sal, fermento em pó, tomates chucha ou cherry
- Um ovo
- Meio molho de coentros.
- Queijo ralado emmental

Modo de Preparação:


Massa:


Misture todos os ingredientes e amasse bem, devendo misturar água aos poucos. Quando estiver uma bola tenda-a numa superfície enfarinhada e forre uma tarteira com o diâmetro de cerca de 25 cm (mais ou menos) e reserve.

Recheio:


Misture o tofu com o leite, os coentros picados e o ovo inteiro. Com uma varinha mágica triture até obter um creme homogéneo. Tempere com sal, pimenta, noz moscada e corte os tomates às rodelas. Verta o preparado na tarteira e cubra tudo com as rodelas de tomate sobrepondo as margens destes umas nas outras de modo a que não se afundem no preparado. Cubra com o queijo ralado. Leve ao forno por 35/45 minutos e vá vendo. Se for necessário baixe o forno e deixe que o preparado adquira a consistência necessária.
Sirva quente acompanhado por uma salada a seu gosto.


António Machado

Lisboa 13 Setembro 2009

(Fotos de pratos confeccionados por Chef Vegetariano tiradas por MC).

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

SEITAN COM BROA




RECEITA VEGETARIANA PARA QUATRO PESSOAS:


SEITAN COM BROA


Ingredientes:

- Uma embalagem de 500gr de Seitan;
- 0,5kgr de batata para assar;
- 300 grs de ervilhas;
- Meio chouriço de soja
- Azeite, cebolas, alhos, molho de soja, sal, pimenta de cayene e noz moscada
- Uma fatia ou duas de broa de milho


Preparação:

- Numa panela com água a ferver, coloque as batatas partida às rodelas com casca e as ervilhas, e deixe cozer, a partir do momento em que a água comece a ferver durante 5 minutos. Retire, escoe a água e reserve. Depois de as batatas estarem frias tire-lhes a pele;


- Parta o seitan às fatias com a grossura de 0,7 milímetros, cada uma. Numa frigideira grande (ou num tacho também grande) ponha uma camada de azeite até cobrir o fundo. Pique os alhos e as cebolas, coloque o chouriço de soja partido às rodelas e um pouco de molho de soja.


- Coloque as fatias de seitan e o lume no mínimo. Deixe cozinhar lentamente, voltando as fatias de um lado e outro durante cerca de 15 minutos. Tempere com a pimenta de caiyene e a noz moscada. Findo esse tempo retire do lume e aguarde.


- Num tabuleiro de ir ao forno, coloque uma fina camada de azeite, as cebolas e os alhos que estiverem no tacho ou frigideira bem como mais cebolas novas até fazer uma “cama” no fundo do tabuleiro. Disponha as batatas e as ervilhas, às camadas com as rodelas do chouriço. Cubra comas fatias de seitan. Por fim polvilhe com a broa que, entretanto, deverá estar previamente ralada. Leve ao forno durante cerca de 30 minutos (mais ou menos).
Sirva acompanhado duma salada de rebentos de soja, alface e tomate.


António Machado


(Fotos de MC)

sábado, 29 de agosto de 2009

O QUE É O VEGETARIANISMO?


O que é um regime vegetariano?

É aquele regime que exclui a ingestão de produtos de carne e peixe e faz dos produtos vegetais a base da sua dieta alimentar. As únicas coisas que este tipo de regime admite ingerir são os ovos e o leite, declarando que estes dois produtos não são os animais em si mesmos mas produtos que, sendo de origem animal, não causam nem sofrimento nem a morte dos animais em causa. A este tipo de regime é dado o nome de ovo-lacto-vegetariano.

Existem ainda os regimes: vegan e derivações do regime que acima aconselhamos (lacto – vegetarianos e ovo-vegetarianos).

Vegan – São os radicais que excluem carne, peixe e todos os produtos de origem animal.

Lacto-Vegetarianos – Excluem peixe, carne e os ovos.

Ovo-Vegetarianos – Excluem peixe, carne e os lacticínios

Em nossa opinião estas três últimas opções não se adequam bem ao ser humano podendo causar sérias perturbações se mantidas por períodos longos, dadas as carências que provocam. Não cabe aqui neste espaço manter qualquer tipo de polémica com seguidores de outros regimes, pois este blogue destina-se apenas à divulgação da cultura vegetariana.

Razões para se optar por um Regime Ovo – Lacto - Vegetariano

Quem adopta este regime poderá fazê-lo por diversas razões. De entre elas salientamos várias, a saber:

- Razões Éticas e de Compaixão:

O respeito pela vida animal. Os animais são produto da Criação da Divindade tal como nós. Os seus constituintes são os mesmos que o ser humano possui. Sendo a Natureza mãe de todos os seres vivos, podemos dizer que os animais, embora sejam irracionais, sentem o sofrimento e não deveremos utilizá-los como alimento. Quem nunca visitou um matadouro que vá comprovar o que se diz aqui.

- Razões Ecológicas

Cem acres de terra produzem carne que alimenta 20 pessoas. Os mesmos cem acres podem produzir trigo suficiente para alimentar 240 pessoas. Como se tal não bastasse, os produtores de carne (bovina, caprina, suína, entre outros) são dos principais poluidores de água.

Para conseguirem mais terras para pastoreio, metade das florestas tropicais (entre outro tipo de florestas) têm sido dizimadas e transformadas em pasto para o gado. Que o digam os brasileiros cuja Amazónia está em perigo de deixar de ser o pulmão do mundo, com implicações directas no aquecimento global.

E quem já não ouviu falar em aquecimento global, devido à falta de vegetação, principalmente, as florestas?

- Questões Dietéticas

Quem sofre de altos níveis de colesterol ou pretende prevenir o seu aparecimento, não tem grande alternativa a não ser tornar-se vegetariano. O nível de colesterol ingerido pelos vegetarianos é cerca de 20% menor que os utilizadores de alimentação tradicional.

- Questões de Perigo para a Saúde Pública

Para não nos alongarmos muito, basta recordar as Doenças das Vacas Loucas (encefalia bovina espongiforme); frangos com nitrofuranos; porcos com peste suína africana e os peixes contaminados por mercúrio “despejado” nos mares, bem como a restante poluição. Acrescentamos que as redes de conservação de carnes e peixes, devido à ganância de quem comercializa, são congelados e descongelados e voltados a congelar se isso significar o aumento dos lucros, de nada servindo as acções de fiscalização, com algumas honrosas excepções.

- Razões Espirituais

Quem conhece verdadeiramente a constituição do Ser Humano sabe que há diversos níveis de vibração da energia. Que a ligação desses diversos níveis produz um Ser Humano completo que funciona como um só. Mas, para não entrarmos em muitos detalhes, aqui neste espaço desaconselhados, limitar-me-ei a dizer que somos uma Alma a habitar num corpo e que os antigos Gregos já tinham como máxima “Mente sã em Corpo são”. Se pretendermos ter uma atitude espiritualizada deveremos purificar o veículo corporal, para que a alma se possa expressar o melhor possível. E só há uma possibilidade de o purificar: É através da alimentação que é o meio mais natural e ideal.

- Razões de Bom Senso

A carne tem sido sinónimo de proteínas e estas são necessárias à alimentação humana. Pergunto: Onde vão buscar os herbívoros essas proteínas? Para quê comer a sua carne, que já contém todas as substâncias tóxicas que o animal expulsa do seu organismo, quando podemos ir buscar essas proteínas directamente à fonte tal como eles o fazem? Então e as rações e os compostos químicos que são ministrados para que se desenvolvam mais rapidamente?

- Razões Económicas

Se atentarmos bem nas razões ecológicas, depressa chegaremos a estas razões. Se podemos produzir cem acres de cereais que alimentam as 240 pessoas, para quê introduzir no sistema de produção de alimentos, a criação de gado que vai sempre encarecer o produto final, com os matadouros, a produção de carne e seus derivados, fábricas, transporte, poluição, etc, para alimentar apenas 20?

São as razões económicas, com os seus interesses instalados, com a sua rede de manipulação psicológica que vêm mantendo toda a situação que se vem tornando cada vez mais insustentável.

Estas são apenas algumas das principais razões pelas quais se deve optar por uma alimentação vegetariana, como sendo um dos regimes mais equilibrados e saudáveis.

Diversos aspectos, como proteínas, minerais, cereais, vitaminas, etc., existentes na roda dos alimentos, serão abordados noutros posts que se farão mais adiante, para se evitar uma ingestão de conceitos antes mesmo da ingestão da própria comida. Abordaremos também a célebre questão da falta da vitamina B12, atribuída ao regime vegetariano, e do modo como a resolver.


Uma curiosidade será considerar-se que o pai do Vegetarianismo foi Pitágoras.

António Machado
(Foto M. C.)

sábado, 22 de agosto de 2009

O Porquê de um blogue sobre vegetarianismo




O Porquê de um blogue sobre vegetarianismo



A Humanidade está tão doente... Física, psiquica, mental e eticamente, nada do que acontece, nos faz lembrar os valores perenes da vida.


Entre os muitos males de que padece talvez um dos mais importantes seja o da alimentação. Não se comem alimentos naturais,e continua a insistir-se na ingestão de proteínas de origem animal, degradando-se zonas florestais para se poderem ter locais de pasto para a criação de gado. No espaço necessário para se criar um bovino, que alimentará 20 pessoas por ano, poder-se-iam cultivar cereais que dariam para alimentar 200 pessoas por ano.


Neste espaço, tentaremos debater o conceito de vegetarianismo; troca de receitas; dicas sobre os pequenos segredos culinários e a questão de sabermos se a dieta vegetariana tem ou não a possibilidade de nos fornecer os vegetais, os minerais, as vitaminas e as proteínas necessárias para uma alimentação ecológica e natural, bem como equilibrada.


Sejam bem vindos a este novo espaço!


António Machado


Lisboa, 22 de Agosto de 2009

(Todas as fotos neste blogue são de MC ou minhas).